Duncan
                  MacLeod, Methos e Joe Dawson
Foto © David Gray

Highlander



CURIOSIDADES

 

Cantores que trabalharam em Highlander como atores:

  • Roger Daltrey (Hugh Fitzcairn) - The Who
  • Roland Gift (Xavier St. Cloud) - Fine Young Cannibals
  • Dee Dee Bridgewater (Carolyn em The Beast Below) - cantora de jazz
  • Martin Kemp (Alfred Cahill em Avenging Angel) - Spandau Ballet
  • Sheena Easton (Annie Devlin em An Eye For an Eye)
  • Joan Jett (Felicia Martins em Free Fall)
  • Vanity/Denise Katrina Smith (Rebecca Lord em Revenge is Sweet) - cantora, trabalhava com Prince, converteu-se ao Cristianismo e deixou show business
  • Marcus Testory (Caspian em Revelation 6:8) - cantor, compositor e guitarrista da banda M.E.L.T. (Mother/Earth/Love/Truth). A música tocada durante o Quickening no episódio The Modern Prometheus é da banda de Testory.
  • Sandra Bernhard (Carolyn Marsh em Dramatic License) - cantora, atriz, humorista, escritora


Alguns atores interpretaram dois ou mais personagens:

Nicholas Lea (Alex Krycek em Arquivo X)

  • Money No Object (Cory Raines)
  • The Fighter (Rodney Lange)
Jeremy Brudenell
  • The Vampire (Ward)
  • Till Death (Robert de Valicourt)
Anthony De Longis
  • Blackmail (Lyman Kurlow)
  • Duende (Otavio Consone)
Robert Ito
  • Revenge of the Sword (Johnny Leong)
  • The Samurai (Hideo Koto)
Dustin Nguyen (Ioki em Anjos da Lei)
  • The Road Not Taken (Chu Lin)
  • Revenge of the Sword (Jimmy Sang)
Lisa Butler
  • Reunion (Kenny's mother)
  • The Colonel (Melissa)
  • Haunted (Genevieve Hill)
  • Not To Be (Jillian O'Hara)
Cameron Bancroft (Ethaniel em Code Name: Eternity)
  • The Watchers (Robert)
  • Obsession (David Keogh)
Callum Keith Rennie
  • An Eye For An Eye (Neal)
  • The Innocent (Tyler King)
Gerard Plunkett
  • Homeland (James Bailey)
  • Prophecy (Roland Kantos)
Eric Keenleyside
  • The Lamb (Dallman Ross)
  • Manhunt (Trey Franks)
Peter Diamond
  • Highlander, O Guerreiro Imortal (Aman Fasil)
  • Band of Brothers
F. Braun McAsh (responsável pelas lutas de espada em Highlander)
  • Blind Faith
  • Through A Glass Darkly (dono da estalagem)
  • The Modern Prometheus (Hans Kershner)


Você os conhece?

Eric McCormack (Will em Will & Grace)

  • Manhunt (Matthew McCormick)
Peta Wilson (Nikita em La Femme Nikita)
  • Promise (Inspetora)
Meilani Paul (ex-mulher de Adrian Paul)
  • Counterfeit part I (Lisa Halle)
Peter DeLuise (Doug Penhall em Anjos da Lei)
  • Family Tree (Clinch)
Tracy Lords (ex-estrela de filmes pornô)
  • The Darkness (Greta)
Dougray Scott (filmes Missão: Impossível 2, Enigma etc)
  • Through A Glass Darkly (Warren Cochrane)
Mario Azzopardi (Diretor de alguns episódios de Highlander)
  • Double Eagle (Conde)
Alexis Denisof (Wesley Wyndham Pryce em Angel)
  • Diplomatic Immunity (Steve Banner)
Justina Vail (Drª  Olga Vukavitch de Seven Days)
  • Justice (Katya)
Sandra Hess (Tenente Alexandra "Ice" Jensen de Pensacola)
  • Deadly Exposure  (Reagan Cole)
Anthony Stewart Head  (Rupert Giles em Buffy, A Caça Vampiros)
  • Nowhere to Run (Allan Rothwood)
Geraint Wyn Davies (Nick Knight/Nicholas de Brabant em Forever Knight)
  • Turnabout (Michael Moore/Quenten Barnes)
Don S. Davis (General George Hammond em Stargate SG-1)
  • The Return of Amanda (Palance)
Michael Shanks (Daniel Jackson em Stargate SG-1)
  • The Zone (Jesse Collins)


Agradecimento à Mica M., ao Marcelo e ao Alessandro G. pelos atores e séries que indicaram.



A poesia de Lord Byron

Prometeu Moderno (The Modern Prometheus) tem como personagem central Lord Byron. Diversos trabalhos do poeta inglês foram usados no episódio:

SHE WALKS IN BEAUTY (Ela Caminha em Beleza)

Duncan e Methos recitam parte desta poesia, enquanto caminham pela rua em direção ao carro de Mac. Foi publicada pela primeira vez em 1815.

She walks in beauty, like the night
Of cloudless climes and starry skies;
And all that's best of dark and bright
Meet in her aspect and her eyes:
Thus mellow'd to that tender light
Which heaven to gaudy day denies.

One shade the more, one ray the less,
Had half impair'd the nameless grace
Which waves in every raven tress,
Or softly lightens o'er her face;
Where thoughts serenely sweet express
How pure, how dear their dwelling place.

And on that cheek, and o'er that brow,
So soft, so calm, yet eloquent,
The smiles that win, the tints that glow,
But tell of days in goodness spent,
A mind at peace with all below,
A heart whose love is innocent!
 

CHILDE HAROLD'S PILGRIMAGE/Canto IV (124)

Lord Byron lê para seus amigos (Methos/Dr. Adams, Mary Shelley, Percy Shelley e Claire) alguns versos deste longuíssimo poema e, muito crítico de seu próprio trabalho, diz que é "tudo bobagem":

...Though to the last, in verge of our decay,
Some phantom lures, such as we sought at first -
But all too late, - so are we doubly curst.
Life, fame, ambition, avarice - 'tis the same,
Each idle, and all ill, and none the worst -
For all are meteors with a different name.
And Death the sable smoke where vanishes the flame.*

*...Até o fim. E na iminência de nossa decadência,
algum engôdo fantasma, tal como vislumbrávamos no princípio.
Mas tudo muito tarde, - e assim somos duplamente malditos.
Amor, fama, ambição, avareza - é tudo igual,
Cada vadio e todos os doentes e vem o pior -
Pois todos são meteoros com nome diferente.
E a Morte, a fumaça negra que desaparece nas chamas.
(tradução ouvida na versão dublada do episódio)

CHILDE HAROLD'S PILGRIMAGE/Canto IV (185)

Versos deste poema encerram o episódio The Modern Prometheus:

My task is done - my song hath ceased - my theme has died into an echo; it is fit.



A obra de William Shakespeare (1564–1616) em Highlander

 
A MEGERA DOMADA (THE TAMING OF THE SHREW)

No flashback do episódio Timeless (Inglaterra, 1663), Duncan MacLeod está viajando com Walter Graham e sua pequena companhia de teatro.

A Megera Domada é a peça em que vemos Walter e Duncan encenarem para uma pequena (mas crítica) platéia — o Highlander, muito a
contragosto, fazendo o papel feminino, "Kate" (Katharina), e Walter interpretando "Petruchio". A cena, cujas falas Duncan "Kate" MacLeod recusa-se a dizer corretamente:

PETRUCHIO: Grumio, my horse.

GRUMIO: Ay, Sir, they be ready; the oats have eaten the horses.

PETRUCHIO: O Kate, content thee; prithee, be not angry.

KATE: I will be angry: what hast thou to do? Father, be quiet; he shall stay my leisure.

A Megera Domada foi adaptada por três vezes pela TV brasileira — em 1965, na novela A Indomável (de Ivani Ribeiro), na TV Excelsior; em
1974, na novela O Machão (de Sérgio Jockyman, com Antônio Fagundes e Maria Isabel de Lisandra), na TV Tupi; e finalmente, em 2000, na
novela global O Cravo e a Rosa (de Walcyr Carrasco), com Eduardo Moscovis como "Petruchio" e Adriana Esteves como "Catarina". A peça
também teve uma adaptação para o cinema em 1967, com Elizabeth Taylor e Richard Burton nos papéis principais.

SONETO 104
Também em Timeless, Walter Graham lê as primeiras linhas deste soneto para Duncan:

To me fair friend you never can be old,
For as you were when first your eye I eyed,
Such seems your beauty still: three winters cold,
Have from the forests shook three summers' pride,

Three beauteous springs to yellow autumn turned,
In process of the seasons have I seen,
Three April perfumes in three hot Junes burned,
Since first I saw you fresh which yet are green.

Ah yet doth beauty like a dial hand,
Steal from his figure, and no pace perceived,
So your sweet hue, which methinks still doth stand
Hath motion, and mine eye may be deceived.

For fear of which, hear this thou age unbred,
Ere you were born was beauty's summer dead.

Todos os sonetos de Shakespeare você encontra aqui: Sonnets of William Shakespeare
 

MACBETH

Duncan, sendo escocês, na época de sua juventude (mortal e imortal) falava gaélico e, como era muito comum naquela época, não sabia escrever. Ele só aprendeu a ler inglês em 1658 (tinha 66 anos), quando procurou refúgio por uns tempos no monastério fundado pelo monge Imortal Paul e Timon emprestou-lhe o livro Macbeth, de Shakespeare (episódio Song of the Executioner). A peça, escrita em 1606, foi inspirada na história do rei escocês Macbeth.

Duncan lê alto duas partes da peça:

Act V, Scene v

MACBETH
She should have died hereafter;
There would have been a time for such a word.—
To-morrow, and to-morrow, and to-morrow,
Creeps in this petty pace from day to day,
To the last syllable of recorded time;
And all our yesterdays have lighted fools
The way to dusty death. Out, out, brief candle!
Life's but a walking shadow; a poor player,
That struts and frets his hour upon the stage,
And then is heard no more: it is a tale
Told by an idiot, full of sound and fury,
Signifying nothing.

Act IV, Scene i

A dark Cave. In the middle, a Caldron Boiling.

[Thunder. Enter the three Witches.]

FIRST WITCH
Thrice the brinded cat hath mew'd.

SECOND WITCH
Thrice; and once the hedge-pig whin'd.

THIRD WITCH
Harpier cries:—"tis time, 'tis time.

FIRST WITCH
Round about the caldron go;
In the poison'd entrails throw.—
Toad, that under cold stone,
Days and nights has thirty-one
Swelter'd venom sleeping got,
Boil thou first i' the charmed pot!

ALL
Double, double, toil and trouble;
Fire, burn; and caldron, bubble.

SECOND WITCH
Fillet of a fenny snake,
In the caldron boil and bake;
Eye of newt, and toe of frog,
Wool of bat, and tongue of dog,
Adder's fork, and blind-worm's sting,
Lizard's leg, and howlet's wing,—
For a charm of powerful trouble,
Like a hell-broth boil and bubble.

ALL
Double, double, toil and trouble;
Fire, burn; and caldron, bubble.

THIRD WITCH
Scale of dragon, tooth of wolf,
Witch's mummy, maw and gulf
Of the ravin'd salt-sea shark,
Root of hemlock digg'd i' the dark,
Liver of blaspheming Jew,
Gall of goat, and slips of yew
Sliver'd in the moon's eclipse,
Nose of Turk, and Tartar's lips,
Finger of birth-strangl'd babe
Ditch-deliver'd by a drab,—
Make the gruel thick and slab:
Add thereto a tiger's chaudron,
For the ingredients of our caldron.

ALL
Double, double, toil and trouble;
Fire, burn; and caldron, bubble.

SECOND WITCH
Cool it with a baboon's blood,
Then the charm is firm and good.

Leia o texto completo da peça aqui (inglês).



O Romance de Mary Shelley

FRANKENSTEIN
Em The Modern Prometheus Lord Byron lê para Duncan e Methos algumas linhas finais da maior obra da escritora inglêsa Mary Shelley,
Frankenstein.
A Criatura (que não se chama Frankenstein, este é o nome do criador) fala:

Light, feeling, and sense will pass away; and in this condition must I find my happiness.*

*Luz, sentimento e percepção passarão; e nesta condição devo encontrar minha felicidade.




O Brasil em Highlander e Highlander no Brasil

E eles lembraram de nós (talvez antes não tivessem!)

Em Methuselah's Gift há uma enorme bandeira do Brasil pendurada na parede da casa dos bandidos que tentaram matar Amanda no começo do episódio — ela pode ser vista quando Duncan e Amaanda entram na casa para "investigar".

Em Saving Grace, Carlo Sendaro, o ex-amante de Grace Chandel que não a deixa em paz, por séculos tem morado e conduzido seus negócios (não muito lícitos) no Brasil, na Amazônia.

Em Counterfeit, parte I, o trailer que explode é um Brasilia 410.

Dublagem

Em Revelation 6:8 há um diálogo entre Methos e Cassandra que assim escutamos dublado:

Methos: Nãoengane você mesma. (Methos se levanta e se aproxima de Cassandra) Vamos conversar. Será como um desabafo. Você me servia comida, fazendo de tudo, buscando minha aprovação. Eu me apaixonei.

Que no original foi escrito assim:

Methos: Don't hate yourself. Stockholm Syndrome. It's like Patty Hearst. Hostages come to rely on their captors for food, for approval, and they fall in love

Que significa:

Methos: Não se odeie. Síndrome de Estocolmo. É como aconteceu com Patty Hearst. Reféns ficam dependentes de seus captores, procuram agradá-los para garantir comida, procuram por sua aprovação, e acabam se apaixonando...



HOME